Esse Ésse

26-08-2009

(por Leo Carvalheira)

Serei sucinto:

Se Seu Samuel souber saciar sua sede sem se sujar

Sorte sua

Safado saiu sem sequer sangrar

Saqueou sua segunda sogra

Sábado soltou segredos sem surdina

Sonhou sem saber

Será sua sina

Suar sem se satisfazer?

Surtou, sufoco, sofreu

Sentiu saudades

Sossegou, seguro

Soube ser seu

Simplesmente sem se sobrepor

Sem se subestimar

Sem se superestimar

São só símbolos, semblantes, silhuetas

Só servem se Seu Samuel souber semear sua sabedoria

Só será sereno se souber sambar

Só sendo sensato, sagaz

Sãos se salvem, surgiu satanás

Sua santa sucumbiu

Silêncio sonoro soou

Só seu sorriso sobrou

12/05/2009

Anúncios

Uma resposta to “Esse Ésse”

  1. Débora said

    Meninos!!! Q felicidade saber q vcs tem blog!! Alias, eu não sabia q vcs escreviam! To adorando as musicas, ou seriam poemas?? Vou linkar vc!!
    beijinhos
    Débora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: